Pesquisa da UnB é premiada por usar números e encurtar tempo para ler DNA

Uma  pesquisa de doutorado desenvolvida por estudante da Universidade de Brasília (UnB) ganhou o prêmio de melhor tese pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes) em 2016. De quebra, conseguiu acabar com um paradigma científico que durava 47 anos: analisar em até duas horas cromossomos de DNA por meio de algoritimos exatos.
A tese é “Algoritimos Paralelos Exatos e Otimização para Alinhamento de Sequências Biológicas Longas em Plataformas de Alto Desempenho”. Mesmo que o título pareça “complicado” em um primeiro momento, o pesquisador Edans Flávius Sandes diz que o trabalho não é difícil de entender. Ele também afirma que normalmente, com outros métodos, o processo pode durar “meses”.

Publicidades